Dentro das malas da mudança

>> 22 de setembro de 2010

Como qualquer imigrante, nós passamos um bom tempo pensando no que trazer na mala e no que deixar no Brasil ou vender no Garage Sale. Bem, aí vai um resumo do que acho que valeu a pena e do que não nos fez falta. Boa parte da minha avaliação aí embaixo está baseada em dois pontos:

1. Sim, aqui tem tudo e teoricamente não seria preciso trazer nada, mas os itens listados abaixo poupam a dor de cabeça de ficar escolhendo e avaliando as melhores opções em uma época que com certeza você vai ter muito mais o que fazer.
2. O dinheiro escorre pelo ralo nos primeiros meses, e trazendo algumas coisas já dá para evitar alguns gastos que podem ser desnecessários.

- Pelo menos um jogo de roupas de cama e banho: sim, aqui tem, lógico, mas quando nos mudamos para a casa nova há simplesmente tudo para arrumar. Então ter pelo menos um jogo de cama e de toalhas que você sabe que gosta traz o mínimo de conforto e evita ter que sair para comprar.
- Itens de higiene pessoal das marcas que você já usa: chegar cansado depois de mais de 10 horas de viagem e ainda ter que achar uma farmácia para comprar shampoo, sabonete e hidratante para tomar banho... Não, né? Sem falar que vai levar um tempo até descobrir quais as marcas que gosta para cada coisa, já que nem tudo é igual. Claro que isso faz parte do show, mas, mais uma vez, nos primeiros dias é muita informação de uma vez só, então melhor simplificar.
- Presentes ou artigos do coração: isso é bem pessoal, mas eu acho que vale a pena trazer algumas coisas de valor sentimental ou que você acha que deixam seu cantinho com cara de seu. Claro que é preciso limitar a quantidade, mas nós escolhemos algumas coisinhas que compramos na nossa lua de mel, presentinhos de pessoas muito queridas, e alguns artigos das nossas viagens que nos lembram da nossa história.
- Livros em português: tem alguns livros que vai ser difícil comprar aqui... Então melhor separar os favoritos. Podem ser um problema porque pesam muito, por isso, nas nossas malas vieram pouquíssimos, mas deixamos vários na casa da minha sogra para trazermos de lá na nossa próxima visita, ou para ela trazer quando vier nos visitar.
- Guarda-chuva e mochila: chove bastante aqui em Gatineau e no começo, para providenciar todos os documentos, anda-se bastante à pé com pasta, garrafa de água e uma porção de documentos... A mochila facilita muito a vida.
- Notebook e máquina fotográfica: aqui é bem barato, mas, mais uma vez, para que gastar dinheiro com isso se você já tem? Não vale a pena vender a preço de banana no Brasil para depois ter que gastar aqui. E com certeza serão bastante úteis. Aproveite a máquina fotográfica para tirar uma foto de todos os documentos que trouxer do Brasil e dos que tirar quando chegar aqui e grave em local seguro. É bom ter esses dados para referências futuras ou no caso de alguma emergência. Só não recomendo fazer isso com o SIN, porque é bem confidencial.
- Adaptador universal para tomada: dá para comprar até no freeshop. Se deixar para comprar aqui, o preço é em média uns 10 dólares. O modelo de plug e tomada canadense é esse aqui.
- Para as mulheres que precisam, kit manicure. Aqui tem uma variedade imensa de esmaltes, mais caros que no Brasil, é verdade, mas mesmo assim não é preciso trazer muitos. Também tem acetona, mas alicate é mais complicado e o algodão é meio estranho. Vale a pena trazer um kit pequeno para manter as mãos em ordem. Duro é só achar tempo para isso na correria que é o começo de vida aqui!
- Pequenos artigos de cozinha de uso diário: aqui no Canadá eletrônicos são muito baratos, mas bons itens de casa e cozinha não. Eu me arrependi de ter vendido algumas coisas que poderiam caber na mala, porque até que dá para comprar quase tudo bem barato no Dollarama ou no Wal-Mart, mas vale o quanto se paga. Para ter coisas com boa qualidade o preço é bem mais alto.
- Farmacinha: aqui há alguns medicamentos que são vendidos livremente sem receita, como analgésicos, vitaminas, antiinflamatórios e anti-histamínicos, mas o restante, só com consulta médica, inclusive anticoncepcional. Então, se já tem algum medicamento de uso contínuo ou algo que foi prescrito por algum médico aí, é bom trazer.

- O que acho que não vale a pena trazer: roupas em excesso, já que são bem baratas por aqui, artigos de papelaria e muita coisa de maquiagem (aqui é o paraíso).

Que eu esteja me lembrando agora é isso... Qualquer coisa volto depois para fazer um update. Está tarde aqui e amanhã tem aula, então é hora de ir para a cama!

12 comentários:

Luh 22 de setembro de 2010 05:20  

Ai que maravilha! Fico feliz de estar dentro de suas dicas, sempre tem que dar uma apertadinha na mala, mas coube tudo hehehe bjos

Conexão Torrica-QC 22 de setembro de 2010 09:02  

Ótimo post, Pati...como sempre!
TkU! E o bb? tem se manifestado mto? Bjs!

http://eoutrascoisinhas.blogspot.com/ 22 de setembro de 2010 11:01  

Oi quiriiida!! Dicas simples, mas muito preciosas!! Só quem já passou pela situação pode dizer, e compartilhar c/ os outros é muito legal!!
Ah, em relação a maquiagem, a MAC é canadense, e aí é +- 3x mais barato que aqui!! Aproveita!!!
Bjooo!!
neila

Marden Bastos 22 de setembro de 2010 16:31  

Pat, eu concordo com gênero, número e grau sobre seu post. O dinheiro sai pelos dedos no começo e ainda não tem garantia da entrada. Mesmo com o primeiro emprego ainda tem o período de experiência.Se vai ser vendido a preço de banana ou doado, cabendo na mala, vale a pena trazer sim.Eu vim com minhas malas até sorrindo de tão cheias, dentro dos 32 kgs claro, e vieram outras depois com amigos, parentes e ainda tem coisas no Brasil que na realidade nào preciso, mas faz parte da história da família, e que ainda vou trazer. Ótimo post!

Lupatinadora 22 de setembro de 2010 17:11  

Oi Pati,

Vou fazer um post parecido com o seu, até porque nós somos os loucos que vieram com 4 malas e 9 caixas pro Canadá! E vou te falar: valeu à pena!

Fernanda 22 de setembro de 2010 21:56  

E nada da gente trocar figurinhas... já que não nos encontramos no msn, vamos nos falar por email.

Foi so eu falar que nunca tive sintomas de gravidez pra eu começar a passar mal :/
To vomitando muito! Se lembrasse que o começo da gravidez era sofrido assim tenho certeza que não teria inventado outra... rs.


bj

Casanova CANADA 22 de setembro de 2010 22:33  

Adooooro posts uteis!
Acho que assim os blogs tem vida loga e util para todos

Grazie mille pelas dicas de levar/não levar

Take care

Grande abraço

KATZINHA

Anônimo 23 de setembro de 2010 17:40  

oi adorei o post vc por acaso sabe o limite de peso??? pode levar qtas caixas por pessoa?? e fica mais caro levar ou comprar aí
http:www.quebecparanos.blogspot.com

Anônimo 23 de setembro de 2010 17:46  

Oi Pat, virei litora do seu blog hoje. Minhas primeiras impresssões foram as melhores possíveis. Achei muito inteligentes os seus comentários, e de grande valia pra nós que esperamos embarcar pra Gatineau em breve. Voltarei a lhe escrever. Um abraço, Luciane

quebecparanós 25 de setembro de 2010 00:10  

oi,

obrigada pela resposta. adorei saber q dah para levar bastante coisas. bjs
:)

quebecparanos

  © Free Blogger Templates Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP