Do que aprendi...

>> 30 de março de 2011

A coisa funciona mais ou menos assim: a pessoa engravida e decide passar os nove meses se preparando e planejando. Torna-se praticamente uma consultora em assuntos maternais. Compra livros e mais livros, faz pesquisas na internet, participa de fóruns e considera saber teoricamente o mínimo que vai precisar para começar a doce aventura da maternidade: amamentação, rotina, sono, cólicas, choro, comportamento, educação.

Daí nasce um pacotinho de 3.5 kg e não demora muito para perceber que é preciso sabedoria para reter só o essencial de tudo aquilo que estudou. Porque no fim das contas, o pacotinho é uma pessoinha, um indivíduo. Único, especial e que não segue fórmulas. E no fim, tudo o que uma mãe precisa é de se tornar especialista no seu próprio filho. Simples? Muito! Fácil? De jeito nenhum! Mas garanto que no fim vale a pena...

8 comentários:

osmeza - Amamos Maple 30 de março de 2011 11:53  

Infelizmente nenhum ser humano vem com manual de instruções, mas nós mães temos algo muito mais aperfeiçoado que isso que se chama instinto. E assim vamos cuidando das nossas crias, com muito instinto e amor. E com vc mesmo disse no fim VALE MUITO A PENA.
Bom poder ler novamente seus post. Adoro!
Bjs
Tami

Sandra Hellen 30 de março de 2011 15:40  

A mais pura verdade!!! E no caminho dessa aprendizagem muitas vezes me sinto frustrada por não conseguir "aprender" meu filho...algumas vezes fico perdida sem saber o porque do choro... mas...tempo ao tempo!!!!

Bjus pra vocês!!!

Mari 31 de março de 2011 15:12  

Mas então vc resolve ter outro filho e acha que agora sim, já sabe tudo!!! E aprende que um é completamente diferente do outro: tudo o que valeu pra um não vale mais para o outro e tem que aprender tudo novamente, rs... Talvez seja exatamente isso que faz a maternidade ser tão mágica e especial.
Boa sorte no seu aprendizado... preciso ir que o meu está me chamando, rs.
Mari

SonhoComCanada 31 de março de 2011 23:21  

um dia - que não sei quando - terei (desejo pelo menos) um pacotinho desses...

boa sorte aí !
abraços;
http://meetyoutherecanada.blogspot.com/

César, Valéria, Lara e Anaclara 1 de abril de 2011 02:11  

Uma vez li minha amiga que as crianças são a prova de que Deus ainda confia na humanidade. Não é fácil, mas vale muito a pena.

E a vida segue...

Josane Mary 1 de abril de 2011 07:44  

Oi, Pati,
Encontrei o seu blog no ‘Mundo Pequeno’ e vim fazer uma visitinha!
PARABÉNS PELO BABY!

Também sou expatriada; sai do Brasil em 2000, e desde 2003, moro na Holanda. (O choque cultural existe e acaba sendo benéfico - de uma maneira ou de outra -. Sou da opinão que existem coisas boas e ruins em qualquer lugar do planeta! Nós é que temos que ressignificá-las à nossa moda!)

Será uma alegria se visitar o meu cantinho virtual: http://josanemary.wordpress.com/mevrouw-jane/

E se gostar do prefácio do meu livro, vou adorar ler o seu comentário!

Tenha um ótimo dia, aí no Canadá!
Grande abraço!

PEinCANA 1 de abril de 2011 08:12  

Ser mãe é experimentar um pedacinho do céu ainda na terra!

Ana Paula

  © Free Blogger Templates Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP