O dia da geladeira quebrada

>> 21 de agosto de 2010

E daí que hoje é sábado. E depois da primeira semana de aula da francisação, de uma gripe no meio de caminho e do marido que não chega nunca de viagem, eu achei que ia ser um bom dia para ficar em casa, exercitar o lado Amélia, de repente fazer as unhas e descansar um pouco. Mas eis que depois do café vejo que a geladeira está meio pifada. Poxa, geladeira estragada num sábado não dá... O que vou fazer com a comida? E com todo o almoço que tinha começado a cozinhar para congelar para a semana? Eu sei que é só uma geladeira quebrada, mas tirou o meu humor e bagunçou meu cronograma de sábado feliz. Porque aí juntou tudo, os hormônios da gravidez, a saudade da família (incluindo o marido) e o pensamento de que ia ser muito menos complicado resolver isso no Brasil...

Depois de muitas tentativas frustradas de fazer a infeliz pegar no tranco, a esposa do pastor da igreja que estamos frequentando me liga para saber se estou precisando de alguma coisa... Cara de pau existe para quê? Eu perguntei se podia usar um espaço do freezer dela para guardar as coisas da minha muquifenta. Deus é bom e tem cuidado da gente, e esse problema está resolvido até o Flávio voltar. Bem, a parte ruim é que estou sem comida, mas isso é só um detalhe.

Mas, apesar do problema aparentemente resolvido, meu humor não melhorou em nada. Porque compramos essa geladeira para a nossa casa justamente porque era o único eletrodoméstico que não fazia parte do aluguel, e pegamos já assim de segunda mão... Para o marido é qualquer coisa lá no motor que ele tenta consertar quando chegar, mas se não tiver jeito, já resolvemos que vamos comprar outra, nova dessa vez (lembram da história do dinheiro indo pelo ralo?). Ok, sei que estou fazendo tempestade em copo d`água, mas passei o resto do dia aqui com a nuvenzinha escura em cima da cabeça. Até que, assim, meio que do nada, achei este site aqui. E me vi rindo sozinha um tempão com a Pucca esparramada no meu colo...

A geladeira? Continua lá, no melhor estilo morta-viva. E eu nem querendo saber mais dela. Nhé!

11 comentários:

Tatiana 21 de agosto de 2010 22:01  
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiana 21 de agosto de 2010 22:03  

Ri muito com a do banho com a avó! hahaha

Lembrei da minha irmã mais nova, na época com 3 anos, hj com quase 21, estava no avião, íamos para Disney, minha primeira viagem internacional, e claro dela tb rs, e aí qdo o avião estava se preparando para decolar ela diz pra mãe dela: "Mamãe, é agora o avião vai abrir o teto para a gente voar e chegar na Disney?"

http://eoutrascoisinhas.blogspot.com/ 22 de agosto de 2010 01:08  

Oi Pati!! Calma que é só uma nuvenzinha escura passageira!!rss Que bom que vcs já tem vínculo c/ o pessoal da igreja - geralmente são receptivos e atenciosos... e certamente Deus tá cuidando de vcs!! (lembra do post em q vc falava do seu bebê sem nem saber - mto louco né!!). E dizem que na gravidez nossos hormônios viram um turbilhão mesmo!rss
Fica bem!!
bjo!

Diário Canada Brasil 22 de agosto de 2010 11:14  

ÔÔÔÔ tadinha,
Já já passa amiga.
Mais sorte pra vcs.
C'est la vie

Adriane 22 de agosto de 2010 12:19  

Que coisa chata pra acontecer num sábado... E ficar com geladeira zumbi ninguem merece mesmo...hehe
No fim, tem coisas q tem q investir logo de cara pra evitar problemas...
Bom resto de findi pra ti. Bjos

Alice no País das Maravilhas 22 de agosto de 2010 22:31  

Oi Pati,

Antes de tudo, sinto muito pela geladeira e a falta de humor. :)

Agora, o site é o máááááximo!!! E aquelas fotos?! E o bebê voando?! Muito legal, morremos de rir aqui!

Beijinhos,
Alice

Paula Queiroz 23 de agosto de 2010 17:39  

Oi Pati!
Acompanho seu blog há um tempinho, mas só hj te escrevo.
Primeiramente, a geladeira, isso acontece né? Claro que é incrível q acontece em cada hora...mas vai dá tudo certo!!!
Segundo...estou acompanhando a nova vida de vcs e vi q vc está grávida e já começou o pré-natal. Vc sabe se a mulher pode ter filho de parto cesariana por opção? É q meu primeiro filho foi de parto cesaria...pretendo ter mais um, mas só qnd eu estiver aí. Vc sabe se a mulher pode escolher?
Obrigada pelas informações que vc nos passa. Bjs.
Paula

Fotos de Família 23 de agosto de 2010 21:03  

Hehehhe. Crianças são assim, surpreendentes. Todos os dias, antes de dormir, eu e Lucas temos o "embate das histórias". Eu conto várias, durmo e ele continua acordado.

Vai dar tudo certo Patrícia. Mas você precisa ter mais sorte com as suas geladeiras. Você não teve uma por aqui que também deu problemas?
Mas se fosse só com você... Tivemos que reformar o apto por causa da nossa.

Bj

Érica

Beta Takaki 24 de agosto de 2010 09:33  

aiii! nem me fala!! parecia uma eternidadeeeee!!! Mas finalmente a angustia foi-se! kkkkk eh se preparar para a outra =P kkkkkk
mas agora esta mais perto do que nunca, ne!! Beijo grandee

Paola Tavares Silva Wortman 25 de agosto de 2010 08:57  

pati, que chato o lance da geladeira ... as vezes o barato sai caro. eu gosto muito de comprar coisas usadas mas eletrodomesticos eu nao arrisco nao. especialmente devido ao fato de tanto o marido quanto eu nao levarmos nenhum jeito pra consertos mecanicos/eletronicos. mas que bom que deus te mandou uma ajudinha ... hehehe.
nao deve ser facil mesmo estar gravida, longe do marido, da familia e num novo pais, sem falar nos hormonios! este momentos sao passageiros, e nao sera a ultima vez: assim e a vida de "exilado". concentre-se no lado positivo. vc esta se saindo muito bem!
e os enjoos? o remedio esta ajudando?
beijos e forca!
paola

:) Família Feliz :) 27 de agosto de 2010 16:55  

Tudo passa e na gravidez as coisas as vezes afloram de um jeito diferente!
Boa adaptação pra vcs, são muitas mudanças ao mesmo tempo! mudança de país, chegada um nenê na família, tudo se encaixará em breve.
Bjs
Cristine

  © Free Blogger Templates Wild Birds by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP